Spotify abre as portas para a música gospel

Éliton Nascimento

O gospel brasileiro sempre foi considerado um fenômeno mercadológico – inclusive no período mais crítico da indústria musical. Isso chamou a atenção das majors, que até então não tinham interesse no seguimento. Ao longo do tempo, com investimento e mudança de visão, o gospel se profissionalizou e equiparou-se aos demais gêneros. A entrada e adaptação ao ambiente digital foi demorada. Mas esse delay vem sendo reajustado aos poucos.

Observando o crescimento do consumo de música evangélica no streaming, o Spotify abriu de vez as portas para o seguimento. O primeiro passo foi contratar um profissional especialista no assunto. O rapper e produtor Éliton Nascimento foi quem assumiu o cargo de gerente de Marketing de Artistas e Gravadoras de Música Cristã no Brasil. Já na sua segunda ação, a plataforma realizou, em São Paulo, o evento “Música & Essência” para criar uma aproximação com artistas, gravadoras, criadores e produtores musicais.

No encontro,  Roberta Pate, diretora de Relacionamento entre Artistas e Gravadoras do Spotify na América Latina, apresentou dados do consumo de gospel nos últimos quatro anos (de 2015 a 2019). De acordo com o relatório, o crescimento médio anual no BR foi de 44.1%. Com quase 1 milhão de seguidores, a playlist Sucessos Gospel é uma das cinco mais ouvidas do Spotify no país. A Louvor & Adoração, com quase 500 mil seguidores, e Mulheres do Gospel, que reúne grandes talentos da voz feminina, são algumas das listas que estão no hub 100% dedicado à música cristã. Os 10 artistas mais ouvidos são Fernandinho, Aline Barros, Diante do Trono, Bruna Karla, Fernanda Brum, Cassiane, Paulo Cesar Baruk, Gerson Rufino, Gabriela Rocha e Davi Sacer.

Para mostrar todas as possibilidades de promover e divulgar o trabalho artístico dentro do serviço, os participantes também tiveram a possibilidade de saber um pouco mais sobre podcast com Javier Piñol, diretor do Spotify Studios na América Latina, e uma aula com o Éliton sobre promoção, estratégia artística e utilização do Spotify for Artists.

Ao final, Cristina Xisto (MK), Maurício Soares (Sony Music), Nelson Tristão (Onimusic), Renata Cenizio (Universal Christian Music) e Renan Eloi (ONErpm) participaram de um painel de perguntas e respostas sobre a imersão do Spotify na música gospel. No próximo ano, a meta é expandir as operações para as regiões Norte, Nordeste, Cento-oeste e Sul, e consolidar a cultura de podcasts entre os ouvintes e produtores cristãos.

Siga a nossa playlist no Spotify

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *